Última atualização: 20-04-2017 16:45:56
Imprimir
Página atualizada em 19-05-2014 13:45:35

Panorama do Setor

Na segunda metade da década de 80 do século passado, salienta-se o surto do jornalismo económico, através da edição de suplementos económicos, ao mesmo tempo que surgem títulos especializados na matéria, como a "Vida Económica", o "Semanário Económico" (16-01-1987) e "Diário Económico" (30-10-1989). Vários factores contribuem para esta situação, sendo um dos mais significativos a integração de Portugal na Comunidade Económica Europeia, em 1986.

Em 1989 surge a revista mensal "Grande Reportagem". A partir de 29 de Novembro de 2003 esta revista passa a ser distribuída, semanalmente, com as edições de sábado do "Diário de Notícias" e do "Jornal de Notícias".

Entretanto, o aparecimento do jornal "Público", em 5 de Março de 1990, veio enriquecer a imprensa de referência ("quality papers").

Em 5 de Maio de 1998, consolida-se o estilo popular-sensacionalista, com o surgimento do matutino "24 Horas". Este jornal publica a sua última edição em 29 de Junho de 2010.

No ramo dos semanários de informação geral surge, em Maio de 1999, o "Euronotícias", entretanto desaparecido (2002).

Quanto às newsmagazines, assiste-se ao aparecimento da "Visão", em 1993, em substituição do semanário "O Jornal" (1975-1992). Em Outubro de 1999 surge a "Focus". Em 7 de Maio de 2004 é publicado o 1.º número da revista Sábado (com o mesmo título de uma outra revista publicada entre 1988 e 1993). A revista "Focus" publica o seu último número em 11 de janeiro de 2012. Todas estas publicações são ou eram publicadas semanalmente.

Em 2 de Abril de 2005 inicia a sua publicação o "Courrier Internacional" (edição portuguesa): trata-se de uma publicação generalista que edita trabalhos de jornais de referência a nível mundial. No início, com periodicidade semanal, o "Courrier Internacional" passou posteriormente a publicação mensal.

Em 16 de Setembro de 2006, o semanário generalista de expansão nacional intitulado "Sol" inicia a sua publicação.

Em 7 de Maio de 2009, surge nas bancas o 1.º número do jornal diário "i".

Em 3 de Julho de 2009, é publicado o 1.º número do semanário regional "Grande Porto".

No campo das publicações especializadas, destaca-se, desde finais da década de 80, a edição de novos títulos destinados ao público feminino, como a "Elle" (1988), "Máxima" (1988), "Activa" (1991) e "Cosmopolitan" (1992). Porém, a revista feminina "Maria" (1978) apresenta as maiores tiragens neste género de publicações.

O mercado de revistas viradas para o público televisivo continuou a crescer, sobretudo a partir do aparecimento das televisões privadas (SIC em 06-10-1992 e TVI em 20-02-1993) . Além da clássica "TV Guia" (1979), destacam-se a "TV Mais" (1993) e "Telenovelas" (1998).

Também conquistaram cada vez mais leitores as revistas de sociedade, entre as quais se encontram a "Nova Gente" (1976), a "Caras" (1995) e a "VIP" (1997).

Outras especializações, como a decoração, viagens, informática e desportos motorizados registaram uma crescente aceitação, o que revelou a progressiva mudança dos hábitos de leitura dos portugueses.

O jornalismo económico alargou o seu sucesso com a edição de revistas especializadas, como a "Exame" (1989), "Valor" (1991), "Fortuna" (1992), "Fortunas & Negócios" (1992) e "Executive Digest" (1994).

Neste momento publicam-se três diários económicos: "Diário Económico" (1989), "Jornal de Negócios "(passou a diário a 8 de Maio de 2003) e "Oje".

Quanto à imprensa desportiva, publicam-se os seguintes jornais diários: "A Bola", "Record" e "O Jogo".

Quanto à imprensa online, destaca-se o jornal electrónico "Diário Digital". O "Portugal Diário" que esteve online durante onze anos foi encerrado pela Media Capital em Setembro de 2011, tendo os seus jornalistas sido integrados na redacção online da TVI 24 (início das emissões em 26-02-2009).

Em 6 de maio de 2014, o "Expresso" inicia a sua edição diária online.

Em 19 de maio de 2014, o "Observador" inicia a sua publicação, exclusivamente online.

Em finais do século XX, princípios do século XXI, assistiu-se ao aparecimento da imprensa gratuita que ganhou mais relevância na região da Grande Lisboa. Destacam-se os jornais diários "Metro" e "Destak". O "Destak" iniciou a sua publicação em 21 de Setembro de 2001. O "Global Notícias", outro dos diários gratuitos, publicou a sua última edição em 30 de Junho de 2010.

Imprimir
Página atualizada em 19-05-2014 13:45:35